O que é?

O que é?

As artes têm o poder de alcançar emoções profundas, podendo mudar a maneira como você se sente em relação ao mundo e a si mesmo..

(Daniel Brown)

Na Arteterapia, o processo é dinâmico, espontâneo e criativo. Ao representarmos simbolicamente nossos sentimentos e emoções através da arte, aprendemos a nos conhecer. Para isto são utilizados recursos vivenciais e expressivos (pintura, dança circular, modelagem, narração de histórias, música, colagem, desenho, relaxamento, visualização criativa, dramatização, etc.), que permitem a expressão do Eu interior de forma não verbal, o que no processo terapêutico é facilitador.

A Arteterapia pode ser aplicada em escolas, organizações e instituições, comunidade, psicoterapia, e não tem finalidade estética, uma vez que não é preciso nenhuma habilidade artística anterior.

foto pintura  foto pano  foto mandala

A Associação Americana de Arte-Terapeutas (A.A.T.A) define a Arteterapia como: “(…) o uso terapêutico da atividade artística no contexto de uma relação profissional por pessoas que experienciam doenças, traumas ou dificuldades na vida, assim como por pessoas que buscam desenvolvimento pessoal. Por meio do criar em arte e do refletir sobre os processos e trabalhos artísticos resultantes, pessoas podem ampliar o conhecimento de si e dos outros, aumentar sua auto-estima, lidar melhor com sintomas, estresse e experiências traumáticas, desenvolver recursos físicos, cognitivos e emocionais e desfrutar do prazer vitalizador do fazer artístico”.

Logo, a Arteterapia possibilita às pessoas se manifestarem e se expressarem de uma forma diferente e enriquecedora.

foto cartaz  foto brasil-01  foto lanterna

Conforme Andrade apud Bernardo (2006, p. 112), “Ao dar livre curso às expressões das imagens internas, o indivíduo, ao mesmo tempo em que as modela, transforma a si mesmo. Ao conhecer aspectos próprios se recria, se educa e, sobretudo, pode experimentar inserir-se na realidade de uma maneira nova. (…) a Arteterapia é um instrumental valioso para o indivíduo reorganizar sua ordem interna, e ao mesmo tempo reconstruir a realidade”

E assim, por meio de uma forma lúdica e divertida, a Arteterapia proporciona o desenvolvimento de potenciais, o crescimento, maior autonomia para lidar com os futuros acontecimentos, a melhoria da qualidade de vida das pessoas, a recriação da vida e a capacidade de sermos protagonistas neste mundo.

Referência Bibliográfica:
Bernardo, P. P. – Arteterapia: a arte a serviço da vida e da cura de todas as nossas relações (p. 73 a 116) in: ARCURI, I. (org) Arteterapia – um novo campo do conhecimento. São Paulo: Vetor, 2006.